Rolls-Royce uses cookies to guarantee the best possible website experience. By continuing to use our site, you agree that we can place these cookies on your computer or device.

Please click here for more information
 
Close

Policy

article.jpg
Use of Cookies by Rolls-Royce Motor Cars

A cookie is a small text file that some websites store on your computer.

Within this website cookies are used to improve the browsing experience for our customers. Rolls-Royce Motor Cars take your privacy seriously and the below information details the cookies used, how to prevent these being written and the impact of doing so on your browsing experience.

Disabling/Enabling all cookies.

You can accept or decline cookies by modifying the settings in your browser. However, you will not be able to use all the interactive features of the site if cookies are disabled.

Most recent web browsers allow control over the cookies saved through the browser settings. To find out more about cookies, including how to see what cookies have been set and how to manage and delete them, visit www.allaboutcookies.org.

Disabling/Enabling specific cookies.

Rolls-Royce Motor Cars are working to provide the ability for you to manage your cookie preferences within our website but this is currently under development. As an interim step below we have detailed all the cookies set by our websites, their purpose and details of how to opt out where available.

The cookies detailed on this website are based on the International Chamber of Commerce guide for cookie categories; Strictly necessaryPerformance,Functionality or Targeting

The tables below explain the cookies we use and why.

Strictly Necessary Cookies

Cookie

Name

Purpose

 

More information

VicinityUser

VicinityUser

This session cookie indicates that you are actively using the site. This cookie is deleted when you close your browser.

 

 

JSESSIONID

JSESSIONID

This session cookie indicates that you are actively using the site. This indicates, at any given time, how many users are visiting the site. This cookie is deleted when you close your browser.

 

 

Performance Cookies

Cookie

Name

Purpose

 

More information

Google Analytics

_utma
_utmb
_utmc
_utmx
_utmxx
_utmz

These third party cookies are used to collect information about how visitors use the site. The information is used to compile reports to improve the site. The cookies collect information in an anonymous form, including the number of visitors to the site, where visitors have come to the site from and the pages they visited.

 

Google privacy policy

 

To opt out of being tracked by Google Analytics across all websites visit
this page

Merchantize

ngx_userid
pid2
sid{ic_client_id}
ngx_{url_id}
cvt
dupCvt

Merchantize cookies are used by iCrossing for the purposes of user targeting and research and development. Additionally, at the user's option, we will collect HTTP cookies, which will be used for research and development and one-time tailoring. This data will only be used by iCrossing and our agents.

 

iCrossing’s web server automatically collects some information about you when you request pages from iCrossing’s server, including your IP address. This information does not identify you personally.

 

História

Início

A Rolls-Royce Limited foi criada durante um famoso almoço em 1904. Henry Royce, um engenheiro de sucesso, fechou um negócio com Charles Rolls, proprietário de uma das primeiras concessionárias de automóveis. O resto é história. As séries resultantes de automóveis com dois, três, quatro e seis cilindros romperam barreiras de engenharia e artesanato. O Silver Ghost, lançado em 1907, foi um carro de suavidade legendária que percorreu 14.371 milhas praticamente sem parar, criando a lenda de "melhor carro do mundo".

Os fundadores

Charles Rolls

Charles Rolls estudou engenharia mecânica em Cambridge. O primeiro estudante a ter um carro, ele logo começou a correr. Para financiar sua paixão, ele montou uma concessionária, vendendo basicamente carros estrangeiros. Sua busca por um fornecedor confiável de carros ingleses levou a conhecer Henry Royce.

O primeiro aviador a fazer a travessia completa do canal inglês, ele morreu em um acidente durante uma apresentação aérea em julho de 1910.

Sir Henry Royce

Conhecido por sua atenção aos detalhes e busca pela perfeição, Henry Royce registrou sua primeira patente (soquete para lâmpada baioneta) em 1887. Sua empresa produziu dinâmos, motores elétricos e guindastes.

Insatisfeito com seu Decauville, Royce decidiu melhorá-lo e voltou sua atenção para construir os melhores carros do mundo. Em 1903, ele projetou e construiu seu primeiro motor e seu protótipo foi posto na estrada em 1904.

Silver Ghost

Silver Ghost

Lançado em 1907, o 40/50 HP ou Silver Ghost foi produzido até 1925. Originalmente movido por um motor de seis cilindros 7.036cc, foi aumentado para 7.428cc em 1909.

Famoso pela carroceria, o estilo incluía o Barker Tourer e o cabriolet coberto Barker. Foi construído na fábrica de Royce, Cooke Street, Manchester. Dando continuidade ao sucesso, a empresa mudou-se para Nightingale Road, Derby.

  • 1920

    • 1920s

      Após a guerra, a Rolls-Royce retomou a produção de automóveis e abriu sua primeira fábrica nos EUA em 1921. O motor 'R' foi desenvolvido para a Inglaterra participar do concurso de hidroaviões Intercontinental Schneider Trophy. Royce esboçou seu motor na areia de West Wittering com sua bengala. Além de vencer o concurso, o motor estabeleceu um recorde mundial de velocidade no ar e foi a base para o legendário Merlin, que foi usado nos aviões alidados como Spitfire e Hurricane

    • 1920s

      O convenientemente chamado Rolls-Royce 20 HP, também conhecido como o "bebê" Rolls-Royce, foi lançado em 1922. Seu objetivo era tornar-se popular entre os profissionais da classe média como médicos, empresários e advogados. Seu motor era um seis cilindros reto com capacidade de 3.127cc e velocidade máxima de 62mph.

    • 1920s

      In 1925 the Silver Ghost was replaced by the "New Phantom", which was later known as Phantom I. The last batch of Silver Ghosts was built in 1927 as armoured car chassis for the Russian Trade Delegation "ARCOS". The Phantom was built both in the UK and in a new factory in Springfield, Massachusetts.

  • 1930

    • 1930s

      A década de 1930 assistiu a quebra de recordes de velocidade na terra, no ar e mar. Malcolm Campbell quebrou o recorde de velocidade na terra em Bluebird com 272,46mph em 1933. Em 1937, George Eyston superou essa marca com 312,2mph em Thunderbolt, com dois motores 'R' Rolls-Royce. Henry Seagrove quebrou o recorde mundial no mar com 119mph em Miss England II com motores 'R'. Pouco depois, ele morreu após colidir com uma árvore submersa.

    • 1930s

      O Phantom II teve um chassi muito aprimorado que era a escolha ideal para quem queria apenas sair do trabalho e pegar a estrada para um fim de semana no sul da França. Conhecido pelo estilo de carroceria Barker touring saloon fechada; coupé Park Ward Continental e Barker torpedo tourer. A Park Ward Continental faria 92,3mph, 0-60 em 19,4 segundos.

    • 1930s

      O Phantom III foi o primeiro Rolls-Royce com motor V12 - uma unidade de 60 graus,  7.340cc. Famoso pelos estilos de carrocerias: Park Ward limousine e sedanca de ville; Hooper sedanca de ville. Destaque para Park Ward limousine: 91,84mph, 0-60 e 16,8 segundos.

  • 1940

    • 1940s

      A Segunda Guerra desviou o foco para os motores aéreos nas fábricas em Derby Works e em Crewe, inagurada pelo Ministério da Aeronáutica e tornou-se a casa da Rolls-Royce em 1946. A guerra mudou a percepção do Rolls-Royce de um "tubarão em um oceano de tecnologia" para um fornecedor mundial em propulsão aérea. Isso foi comprovado com o Gloster Meteor que, alimentado pelos motores Rolls-Royce Derwent V, estabeleceu um novo recorde mundial de velocidade no ar de 606mph.

    • 1940s

      Todos os Silver Wraiths tinham carrocerias cobertas. Eles foram produzidos até 1959 usando o motor de 4887cc compatível com carrocerias extremamente pesadas como a  H.J. Mulliner sedanca de ville e a Hooper touring limousine

    • 1940s

      O Silver Dawn foi o primeiro Rolls-Royce a ser vendido com carroceria em aço padrão e todos foram exportados. Alguns foram adaptados com carcaças cobertas e são colecionáveis. O motor de seis cilindros com 4.257cc foi aumentado para 4,5 litros em 1951 e para 4,9 litros em 1954.

  • 1950

    • 1950s

      Na segunda metade do século 20, a Rolls-Royce começou sua longa associação com a família real, substituindo a Daimler como o fornecedor favorito de carros para a monarquia.

    • 1950s

      Em 1950, a Princesa Elizabeth e o Duque de Edinburgo quebraram uma longa tradição real e adquiriam seu primeiro Phantom IV. Desenhado exclusivamente para a realeza e chefes de Estado, o Phantom IV é um dos mais raros carros Rolls-Royce no mundo, com apenas 18 exemplares produzidos.

    • 1950s

      1955 assistiu ao lançamento do Silver Cloud. Capaz de alcançar a velocidade 106mph, ele apresentou o mesmo motor 4.887cc do Dawn e uma carroceria em aço padrão totalmente nova e elegante projetada por J.P. Blatchley.

      No final da década, o Phantom V chegou para substituir o Phantom IV. Alimentado por um motor V8 e carroceria fechada, vendeu muito mais exemplares que seus antecessores.

  • 1960

    • 1960s

      O agito da década de 1960 viu o apelo da Rolls-Royce para uma nova classe de proprietários. Muitos atores, pop stars e celebridades escolheram a marca. Mais uma vez, a Rolls-Royce tornou-se uma estrela do cinema.

    • 1960s

      Em 1965, o Phantom II com carroceria Barker amarela dividiu a fama com Omar Sharif, Ingrid Bergman e Rex Harrison no filme O Rolls-Royce Amarelo. No mesmo ano, John Lennon comprou um Phantom V que era branco originalmente, mas foi pintado de de preto fosco por Lennon. Entediado com este novo acabamento, ele decidiu pintar com desenhos psicodélicos e seu Rolls-Royce é uma das peças mais valiosas do acervo pop.

    • 1960s

      Em 1965, foi lancado o Silver Shadow I , o primeiro Rolls-Royce a ter um chassi monocasco. Sua velocidade máxima era limitada a 118mph e foi capaz de chegar a 220BHP em 4.500 rpm.

  • 1970

    • 1970s

      A década de 1970 foi desafiadora para a Rolls-Royce. Apesar de enfrentar problemas e reabrir como duas empresas: a Rolls-Royce Limited para a divisão aérea, que tornou-se a Rolls-Royce plc em 1985, e a Rolls-Royce Motors Limited para a divisão de automóveis, modelos memoráveis foram lançados.

    • 1970s

      O estilo Corniche de duas portas foi baseado no Silver Shadow, mas construído pelas mãos de Mulliner Park Ward. O Corniche estava disponível nas versões normal ou conversível. Foram fabricados 1306 exemplares no total.

    • 1970s

      O Camargue foi contruído na plataforma do Silver Shadow por Mulliner Park Wardcom, estilo Pininfarina. O primeiro Rolls-Royce projetado com dimensões métricas oferece recursos avançados como ar condicionado com nível dividido automático. O Silver Shadow II melhorou o original em relação ao exterior, especialmente o para-choque envolvente preto e compartimento de ar abaixo da frente e melhores características de manuseio.

  • 1980

    • 1980s

      A empresa britânica Vickers comprou a Rolls-Royce Motor Limited em 1980 e continuou produzindo os Rolls-Royce e Bentley. Rebatizada de Rolls-Royce Motor Cars Limited em 1985, flutuou nas bolsas de valores.
      Um carro motor Rolls-Royce quebrou o recorde mundial de velocidade em terra em 1983. O Thrust 2, pilotado por Noble, tinha motor a jato Rolls-Royce Avon 302. Atingindo 633,468mph.

    • 1980s

      O Silver Spirit usou a base do Silver Shadow como ponto de partida, mas recebeu uma nova carroceria que unia modernidade e elegância.

    • 1980s

      O Silver Spur adicinou quatro polegadas à distância entre eixos do Spirit. 25 modelos Silver Spur Centenary foram fabricados em 1985 em comemoração ao 100º aniversário do automóvel na Inglaterra. O Silver Spun também foi construído na forma limousine, com 42 polegadas a mais.

  • 1990

    • 1990s

      Os anos 1990 viu o fim da produção em Crewe e o início de um novo capítulo da história da Rolls-Royce quando o Grupo BMW comprou os direitos de produzir um automóvel Rolls-Royce.

      O último modelo Rolls-Royce produzido em Crewe, o Silver Seraph foi realmente o primeiro Rolls-Royce totalmente novo desde o lançamento do Silver Shadow mais de 30 anos antes. Desenvolvido com a ajuda da BMW, ele tinha um motor V12 BMW 5,4 litros

    • 1990s

      O Corniche tinha muitos detalhes do estilo do Silver Seraph, mas usava o familiar motor V8. Graças ao torque mais alto, o V8 se adaptou melhor ao Corniche.

  • O presente

    • The Present

      A sede corporativa e a planta de montagem da Rolls-Royce são estabelecidas em Sussex Downs em Goodwood, Inglaterra. Planejada pela visão do renomado arquiteto Nicolas Grimshaw, a instalação inspira todos que trabalham lá e se integra perfeitamente à beleza natural.

    • The Present

      O primeiro novo Rolls-Royce do século 21 começou com um desafio de construir o melhor carro do mundo. O resultado: Phantom, seguido pelo Phantom Extended Wheelbase, o Drophead Coupé menos formal e o sedutor e suave Phantom Coupé. Inspirados pelas palavras de seus fundadores, em 2012, a Rolls-Royce desafiou a si mesma a tornar o melhor carro do mundo ainda melhor. O resultado: Phantom Series II.

    • The Present

      O lançamento do Ghost e do Ghost Extended Wheelbase marcou a próxima etapa na evolução da marca e deu à Rolls-Royce duas linhas de produtos fantásticos, cada uma com sua personalidade, mas compartilhando a mesma presença marcante que você espera de um Rolls-Royce. Para desenvolver e construir os automóveis Rolls-Royce mais avançados tecnologicamente também precisou de um investimento significativo em mão-de-obra e na planta de montagem em Goodwood.